sábado, 7 de outubro de 2017

POLÍTICA - Justiça Eleitoral cassa mandato de vereador que comprou votos por R$ 20

A Justiça Eleitoral determinou a cassação de mandato e inelegibilidade por oito anos do vereador do PR de Monte Alegre, no oeste do Pará, Manoel Dantas, eleito como “Duca Pescador”. O parlamentar também vai pagar multa no valor de 10.000 Unidades Fiscais de Referência (Ufir’s). Segundo a Justiça, o vereador é acusado de ter comprado votos por R$ 20 e abuso de poder econômico nas eleições de 2016.

“Duca Pescador” foi eleito com 1.136 votos nas eleições passadas, mas a sentença saiu somente no final de setembro deste ano. O caso foi descoberto quando informações da possível compra de votos começaram a circular no município. A prática ocorria em um posto de combustível no bairro Cidade Baixa. Foi constatado que Robson Luís Magno da Silva, que teria ligação com o vereador, estaria abastecendo inúmeras motocicletas de eleitores, no valor de R$ 20.

À época, por meio de uma medida cautelar do Ministério Público do Pará, o delegado titular de Monte Alegre, Almir Alves, fez busca e apreensão na residência que Robson costumava frequentar próxima ao posto.

Os policiais encontraram no local dentro de um cesto de lixo a quantia de R$ 140, uma lista com nomes de pessoas e informações sobre abastecimento de veículos, cartão bancário em nome de Robson, agenda pessoal com relação de distribuição de combustível, lista com valores distribuídos e nota fiscal de compra de combustível no valor de R$ 731.

Nenhum comentário: