destaque

destaque

domingo, 13 de setembro de 2015

LUTO NA TV - Morre, Betty Lago

Betty Lago em seu último trabalho como atriz, na novela "Pecado Mortal"
Neste domingo, 13/09, perdemos Betty Lago. Figura carismática e querida no meio artístico, Betty foi diagnosticada com um câncer na vesícula há três anos. Tinha sessenta anos e faleceu nesta madrugada, em sua casa, no Rio de Janeiro. Deixa um filho, Bernardo, com 30 anos, de seu casamento com o ator Eduardo Conde (falecido em 2003). Foi também casada com o professor de educação físicaGuilherme Linhares.

Elizabeth Lago Netto nasceu no Rio de Janeiro, em 24 de junho de 1955. Foi modelo de carreira internacional entre as décadas de 1970 e 1980, tendo desfilado para renomados estilistas, posado para fotógrafos famosos e estampado diversas capas de revista.

Em 1992, estreou como atriz na televisão, na minissérie “Anos Rebeldes”, de Gilberto Braga, como a elegante Natália Brito, socialite entediada com o casamento com o autoritário Fábio (José Wilker) que tem um caso com o professor Inácio Avelar (Kadu Moliterno). Nessa estreia, Betty chamou a atenção por sua beleza. Sua personagem começou pequena, mas foi ganhando importância ao longo da trama. Em 1993, em seu segundo trabalho, a minissérie “Sex Appeal”, viveu Vicky, mulher ligada ao mundo da moda.

Foi a partir da novela “Quatro por Quatro” (1994-1995) que Betty Lago ganhou popularidade, com a personagem mais marcante de sua carreira de atriz: Abigail, a Bibi, uma das quatro mulheres da história que queriam se vingar de seus maridos, no caso, de Gustavo (Marcos Paulo). Betty Lago começou então uma parceria com o novelista Carlos Lombardi, que viu na atriz a personificação de seu texto carregado de humor ácido e sarcástico.

Com Lombardi, Betty Lago trabalhou ainda em “Vira-lata” (1996, como Walkíria), “Uga Uga” (2000, como a aeromoça muambeira Brigitte), na minissérie “O Quinto dos Infernos” (2002, na pele de Carlota Joaquina), em “Kubanacan” (2003, como Mercedes), “Pé na Jaca” (2006, como Morgana), na série “Guerra e Paz” (2008, como a delegada Marta Rocha) e na novela “Pecado Mortal” (2013-2014, já na Record, como Stella Nolasco) – seu último trabalho como atriz.

Betty Lago atuou também nas novelas “O Amor Está no Ar” (1997), “Pecado Capital” (o remake de 1998), “Bang Bang” (2005) e “Vidas em Jogo” (na Record, em 2011), na minissérie “Cinquentinha” (2010) e participações em séries como “Os Normais”, “A Diarista”, “Os Aspones” “Casos e Acasos”, “Mandrake” e “A Vida Alheia”. Foi uma das apresentadoras do programa “Saia Justa” (de 2002 a 2009), da GNT, onde já havia trabalhado no “GNT Fashion” (2000). Também teve um programa no Youtube, “Calma Betty!”. Atualmente, Betty Lago pode ser vista no programa “Desafio da Beleza”, no GNT.

Sempre com bom humor refinado, Betty Lago lutou contra o câncer de forma plácida e nunca deixou de trabalhar (a não ser quando submetida a tratamento mais intenso). Deixa uma carreira de sucesso e importância para a televisão, seja ligada à moda ou aos personagens divertidos que interpretou.

Nenhum comentário: