destaque

destaque

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

COLIRIO - Candidatas ao título de Miss Brasil

Conheça algumas das candidatas ao título de Miss Brasil
 

POLÍTICA - PT pede que Ministério Público investigue viagens de Doria

O PT vai protocolar, na próxima terça-feira, uma representação no Ministério Público Estadual para que as viagens pelo país do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), sejam investigadas. A legenda pede a abertura de um inquérito civil para apurar eventual prática de improbidade administrativa.

— Nós estamos questionando as viagens no horário de expediente — disse o presidente do PT de São Paulo, Paulo Fiorilo.

Nesta sexta-feira, Doria visitará as cidades de Recife e Fortaleza. Somente este mês, o prefeito já esteve em Salvador, Palmas, Natal e Curitiba. Nessas cidades, Doria se reuniu com lideranças políticas e empresariais, deu entrevistas e divulgou todos seus passos na rede social. Receber título de cidadão ou conhecer programas municipais de governo são algumas das justificativas apresentadas pelo prefeito para a maratona de viagens.

A série de viagens do prefeito tem sido interpretada por aliados de seu padrinho político, o governador Geraldo Alckmin, como sinal de que Doria tenta viabilizar uma candidatura presidencial.

BELEZA - A nova Gisele

As feições e medidas lembram Gisele, mas a modelo carioca Paula La Croix, de 15 anos, quer trilhar seu próprio caminho, trabalhar com a Gucci e a Victoria's Secret e ser estilista no futuro. Descoberta pelo caça-talentos Sérgio Mattos, da agência 40 Graus Models, a modelo de 1,74 metro, 59 centímetros de cintura, 86 de quadril, olhos e cabelos claros promete arrasar nas passarelas internacionais já em 2018.
“É claro que a comparação gera uma cobrança. No entanto, não tenho medo. Amo a Gisele, mas não sou nem quero ser uma cópia dela. Tenho a minha personalidade”, diz a adolescente em entrevista à Veja Rio.

CARNAUBAIS - Asfalto da estrada da Castanha é pauta de audiência entre secretário de Estado, deputada e ex-prefeito

Na tarde desta quinta (17), o ex-prefeito Luizinho Cavalcante acompanhou a deputada estadual Márcia Maia, na  audiência com o Secretário de Estado responsável pelo  RN Cidadão, Wagner Araújo. O Secretário explicou  aos dois sobre o projeto "RN Cidadão", mas  a prioridade foi saber do asfaltamento da RN 016 no trecho entre Carnaubais a Serra do Mel, conhecido como "Estrada da Castanha".

A luta vem desde o início do ano de 2010 e desde o inicio sempre teve o apoio  da deputada Márcia Maia. Na verdade o Banco Mundial que financia o RN Cidadão, que foi PAP no governo de Garibaldi, passou a ser  PDS no governo de Wilma, mudou para RN Sustentável com Rosalba, e agora com Robinson é o RN Cidadão, aprovou o projeto da estrada da Castanha dado a sua importância para a Região e o Rio Grande do Norte. 

Será aplicado 70 milhões de reais. O processo de licitação da obra está em andamento e espera o governo que daqui a 60 dias se não acontecer recursos na licitação poderá ser  dado início a tão sonhada obra.

Com informações e fotos de Luizinho Cavalcante

Wagner Araújo (de costas), deputada Marcia Maia e o ex-prefeito Luizinho Cavalcante.
Asfaltamento da Estrada da Castanha, sonho antigo de políticos e moradores do Vale do Açu  

TECNOLOGIA - Demissão por whatsapp gera indenização por danos morais

O gaúcho Vitor Koehler estava de férias no Rio de Janeiro em fevereiro do ano passado quando recebeu no whatsapp uma mensagem que o informava da sua demissão. Sua reação, primeiro de espanto, logo se transformou em raiva pela indelicadeza do gesto. Em um trecho da mensagem, lia-se: "Ele [o chefe] pediu teu afastamento porque não fechou com o teu estilo, e que teu foco é somente ganhar dinheiro".

O recado foi repassado por uma amiga de Vitor que trabalhava na mesma academia em Porto Alegre. "Meu ex-chefe não teve nem a coragem de esperar eu retornar e falar diretamente comigo", reclama.

BRASIL - PF deflagra Operação Havana, que mira desvios no Ministério dos Esportes

A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã desta sexta-feira a Operação Havana, que investiga a uma quadrilha que teria inserido dados de "atletas fantasmas" nos sistemas do Ministério dos Esportes, com o intuito de desviar recursos do "Bolsa Atleta". Os agentes cumprem seis mandados de busca e apreensão e seis de condução coercitiva, determinados pela 10ª Vara da Justiça Federal no Distrito Federal.

Segundo a Polícia Federal, a quadrilha conseguiu criar 25 atletas fantasmas no período de um ano. Há "atletas", inclusive, de alto rendimento e nível olímpico.

Ainda de acordo com a PF, as fraudes teriam ocorrido em 2012. Segundo informações encaminhadas pelo Ministério do Esporte, o prejuízo pode ter chegado a R$ 810 mil, o que corresponderia a mais de R$ 1 milhão em valores atualizados.

O nome "Havana" é referência ao local de nascimento do líder e de alguns membros da organização criminosa: Cuba.

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

MUDANÇA -Câmara aprova projeto para impedir venda casada de internet e provedor

Algumas pessoas certamente já passaram pela experiência de tentar contratar o serviço de internet e, ao mesmo tempo, ter que levar no pacote um provedor de serviços. Entretanto, um projeto aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania vai mudar esse cenário.

De acordo com o texto do Projeto de Lei 3076/04, que é de autoria do deputado Lobbe Neto (PSDB-SP), esse serviço deve ser oferecido gratuitamente pela empresa que fornece a conexão de banda larga. Vale mencionar que a proposta ainda precisa seguir para o Senado antes de realmente virar uma lei.

Desde 2013, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) havia determinado o fim da cobrança obrigatória dos provedores, e essa proposta vem para legalizar essa decisão e autorizar concessionárias do Serviço Telefônico Fixo Comutado a oferecer serviços como provimento de acesso à internet.

Desde 2013, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) havia determinado o fim da cobrança obrigatória dos provedores

Um dado que vale ser mencionado é o fato de que esse projeto foi apresentado junto com o Projeto de Lei 6382/09, que reduz o valor das tarifas telefônicas nos munícipios que não possuem provedores locais para acessar a internet.

SORTUDA - Mulher compra rifa de R$ 8 e ganha mansão de R$ 3,4 milhões na Inglaterra

"Acho que você acabou de ganhar a nossa casa". Foi assim que Marie Segar soube que foi sorteada numa rifa de uma mansão avaliada em 845 mil libras (R$ 3,4 milhões) a poucos minutos da cidade de Lancaster, no noroeste da Inglaterra.

"Não pode ser", contestava surpreendida a mulher, do setor financeiro. Cada rifa custou apenas 2 libras (R$ 8).

Do outro lado do telefone, Dunstan Low, o então dono da propriedade, tentava convencê-la: "Sim, tem muita gente ao meu redor ouvindo esta chamada..."

O imóvel já foi usado temporariamente como hospital durante a Segunda Guerra Mundial e, mais recentemente, como um hotel de luxo. Low comprou a mansão Melling em 2014 por cerca de 435 mil libras e investiu cerca de 155 mil libras para reformá-la, como explicou a vários veículos de imprensa.

Tempos difíceis

Mas em pouco tempo a situação econômica da família mudou. "Pouco depois de me mudar, meus ganhos caíram e passamos quase cinco anos com problemas para pagar as contas", explicou o designer gráfico à BBC.

ESTADO - Comerciante, suplente de vereador deverá assumir cadeira no legislativo sãojoseense

O comerciante e primeiro suplente  Alisson Farias- O Alinho das Águas-será empossado nos próximos dias como vereador no  município  de   São  José do  Seridó.

Alinho assume após a cassação do vereador Mariozan que havia entrado com recurso para  anular o pedido de cassação ,mas,  o STJ optou por sua cassação e foi uma decisão unanime.

Filho da ex – vereadora  e ex  vice Prefeita Francisca Enfermeira, o caçula de  5 irmãos cresceu vendo a sua mãe militando na politica e  assim ingressou na vida pública,  sendo candidato a vereador por duas ocasiões.

MACAU - MPRN pede bloqueio do repasse de royalties para pagamento de servidores do município

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), por meio da 1ª Promotoria de Justiça de Macau, ajuizou Ação Civil Pública com pedido de liminar para que o Judiciário determine o bloqueio do repasse dos royalties para pagamento dos servidores ativos e inativos da Prefeitura de Macau, que estão com os salários de novembro e dezembro de 2016 sem pagamento.

No último mês de março, foi realizado acordo extrajudicial entre o Sindicato dos servidores com a Prefeitura de Macau. No entanto, esse acordo não foi cumprido, motivando o ajuizamento da ação na Vara Cível da Comarca de Macau, na tentativa de solucionar o problema.

Macau é a terceira cidade do Rio Grande do Norte entre as que mais recebem royalties, tendo recebido até o mês de julho deste ano de 2017 o valor de R$ 6.951.683.57.

O MPRN requer concessão de liminar para determinar que o Município regularize, no prazo de 72 horas, a folha de pagamento dos servidores públicos, sob pena da fixação de multa pessoal ao Prefeito de Macau no valor de R$ 5 mil por eventual dia de descumprimento e para cada salário atrasado de funcionário.

A Promotoria de Justiça pede também que o Juízo da Vara Cível de Macau determine, no mesmo prazo de 72 horas, que o Município realize para a Macau Prev (Regime Próprio de Previdência Social dos Servidores do Município de Macau) o repasse de valores bloqueados referente às folhas de pagamento de novembro e dezembro de 2016 para pagamento de aposentadorias, pensões e auxílios previdenciários.

O Ministério Público Estadual sustenta na ação que o atraso injustificado na folha de pagamento gera a insustentabilidade da gerência do serviço público, provocando insatisfação nos servidores e consequente má prestação dos serviços de relevância como saúde, educação e transporte, além de se tratar de prática ilegal e inconstitucional, ferindo princípio fundamental da dignidade da pessoa humana e valores sociais do trabalho, basilares do Estado Democrático de Direito.

TECNOLOGIA - Justiça Federal na Paraíba passa a intimar partes via WhatsApp

A Justiça Federal na Paraíba começou nesta quinta-feira (17/8) a intimar via WhatsApp as partes envolvidas em processos judiciais. Objetivo é dar celeridade aos processos, reduzir despesas e promover a adequação do Judiciário às novas tecnologias de comunicação.
Para o juiz federal Bruno Teixeira de Paiva, diretor do Foro da Justiça Federal na Paraíba, o uso do aplicativo vai ao encontro das novas tendências em meios de comunicação via internet, cada vez mais acessíveis à população, além de promover a modernização dos serviços públicos.
“A novidade também permite a adequação do funcionamento do Poder Judiciário aos princípios da proteção ambiental e a redução de despesas, em face das restrições orçamentárias”, disse.
Os interessados devem preencher e assinar um termo de adesão disponível no site da JFPB e enviá-lo pelo e-mail intimacao.whatsapp@
jfpb.jus.br. A adesão é voluntária, e quem não aderir ao novo procedimento será intimado segundo as formas tradicionais.
O destinatário da intimação deve estar ciente do recebimento por meio do aplicativo, no prazo de 24 horas, iniciando a contagem dos prazos, como prevê a legislação. A falta de resposta por duas vezes, consecutivas ou alternadas, implicará no desligamento do aderente, que somente poderá solicitar nova inclusão depois de decorrido o prazo de um ano. Em igual penalidade incorrerá se enviar textos, vídeos ou imagens pelo aplicativo.
Além disso, as secretarias das varas federais ficam proibidas de prestar quaisquer informações, bem como receber manifestação ou documento por meio da ferramenta. Caso necessite de qualquer esclarecimento, o usuário tem de comparecer ao atendimento da vara que praticou o ato ou peticionar no processo.
Em junho, o CNJ considerou válida portaria que possibilitou a utilização do aplicativo no Juizado Especial Cível e Criminal de Piracanjuba (GO), sinalizando que todos os tribunais do país estão liberados para adotar, de forma facultativa, a prática em seus juizados.
Com informações da Assessoria de Imprensa da JFPB.

BRASIL - CMO debate fechamento de unidades próprias da Farmácia Popular

O fechamento de unidades próprias da Farmácia Popular foi tema de discussão na Comissão Mista de Planos, Orçamento Público e Fiscalização (CMO). O ministro da Saúde, Ricardo Barros, afirmou que a intenção é destinar mais remédios gratuitos para unidades de saúde. Segundo o ministro, o dinheiro gasto na manutenção das 460 farmácias será repassado para a compra e distribuição de medicamentos pelas prefeituras.

BRASIL - Juiz suspende entrega de título de doutor honoris causa a Lula

A Justiça Federal da Bahia suspendeu nesta quinta-feira (17) e entrega de título de doutor honoris causa que seria entregue ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nesta sexta pela UFRB (Universidade Federal do Recôncavo Baiano). O petista está atualmente em uma "caravana" pelo nordeste.
A decisão é do juiz da 10ª Vara Federal Civil da Bahia, Evandro Reis, que diz haver "desvio de finalidade revelador de ofensa à moralidade administrativa, pois outorgado às vésperas de o laureado empreender caravana pelo Nordeste".

Segundo ele, a homenagem "vistas a propiciar manifestação ruidosa do réu Luiz Inácio Lula da Silva no local da entrega da homenagem ao coincidi-la com o evento que ele está envolvido de visibilidade político-partidária denominado 'Brasil em Movimento'".
A decisão ocorreu após o vereador Alexandre Aleluia (DEM) protocolar uma ação afirmando que a universidade está fazendo "campanha antecipada", além de justificar que o título não poderia ser dado a Lula porque ele foi condenado pela Justiça Federal por corrupção. O juiz pediu que a Polícia Federal esteja presente no evento amanhã para garantir o cumprimento da decisão.

(IN)SEGURANÇA - Criminosos invadem velório em igreja e assaltam pessoas

No começo da manhã desta quinta-feira (17), pessoas que estavam no velório de uma mulher em uma igreja, no Bairro Morumbi, foram surpreendidas por assaltantes. Após serem rendidas com arma, as vítimas tiveram pertences pessoais levados pelos criminosos que fugiram.

De acordo com o pastor da igreja, Davi Francisco da Silva, aproximadamente 30 pessoas estavam no local no momento do crime. Ele contou que, por volta das 6h, dois indivíduos armados chegaram de moto e anunciaram o assalto.

A Polícia Militar esteve no local e registrou que os bandidos levaram carteiras, celulares e objetos pessoais. Eles fugiram sentido Bairro Alvorada e até a publicação desta matéria ninguém havia sido preso.

BRASIL - Moro libera R$ 10 milhões a João Santana e Monica Moura

O juiz federal Sérgio Moro mandou liberar R$ 10 milhões ao casal de marqueteiros de campanhas presidenciais do PT, João Santana e Monica Moura. Este montante faz parte de um total de R$ 25.511.514,44 confiscados dos publicitários. A defesa do casal vinha solicitando a Moro que desbloqueasse o dinheiro, sob alegação que João Santana e Monica estão “passando por dificuldades”.
Segundo os advogados, os marqueteiros não podem “trabalhar e auferir renda para seus gastos pessoais e de suas famílias, sendo, então, de vital importância a restituição dos valores remanescentes, inclusive, para pagamento dos honorários advocatícios”. Santana e Mônica são delatores da Lava Jato. O casal foi preso em fevereiro de 2016 e solto em agosto do ano passado.
De acordo com Moro, a defesa “juntou elementos aptos a demonstrar de que concordou com a repatriação e o perdimento dos valores bloqueados na Suíça, de USD 21.657.454,03, e que assinaram todos os documentos necessários à efetivação dessas medidas”. O magistrado relatou que o Ministério Público Federal confirmou que o casal tomou “as providências necessárias para a repatriação e perdimento dos valores mantidos na Suíça”.
“A repatriação dos valores mantidos na Suíça ficou a cargo da Procuradoria-Geral da República e ainda tramita, em cooperação jurídica internacional”, anotou o juiz da Lava Jato.
“Não é justo, a ver do Juízo, penalizar os colaboradores, que fizeram a sua parte no que se refere ao acordo, retendo em bloqueio judicial valores que não foram perdidos no acordo de colaboração.” O magistrado observou que também não seria “prudente” liberar o montante total enquanto a repatriação não for finalizada

ESTADO - AL institui o Boletim Eletrônico do Legislativo

A Comissão de Administração, Serviços Públicos e Trabalho (CASPT) aprovou, em reunião na manhã desta quinta-feira (17), o projeto de lei que institui o Boletim Eletrônico da Assembleia Legislativa do RN, como instrumento de comunicação, publicidade e divulgação dos atos do Poder Legislativo, seguindo padrão semelhante ao do Poder Judiciário.

“A aprovação segue tendência nacional. A publicidade dos atos é imperioso nos dias atuais, quando se disponibilizar e colocar online o que é produzido e impresso aqui dentro. Aprovamos e defendemos que seja repetido nas outras casas legislativas”, afirmou o deputado estadual Jacó Jácome (PSD).

O aleitamento materno foi outro tema abordado na reunião desta quinta-feira por meio do projeto de lei de autoria do deputado Hermano Morais (PMDB), que garante o livre aleitamento sob pena de sanção àqueles que não respeitarem o ato. “É um tema atual e constantemente debatido. Apesar de vermos campanhas constantes sobre a importância do aleitamento materno para a saúde da criança, precisamos de leis que garantam a liberdade desse ato, que infelizmente é recriminado em alguns espaços”, disse a presidente da comissão, deputada Cristiane Dantas (PCdoB).

Outras três matérias foram aprovadas na reunião que contou com a presença dos deputados Cristiane Dantas e Jacó Jácome (PSD). Também foram distribuídos nove projetos para análise e parecer dos relatores.

MUNDO - Atentado terrorista deixa mortos e feridos em Barcelona

Van atropelou pessoas nas Ramblas, região turística do centro da cidade.
Há 13 mortos e 50 feridos; não há relato de brasileiros entre vítimas. Polícia confirmou um suspeito preso

SORTE - Mega-Sena pode pagar R$ 26 milhões no sábado

​O prêmio principal da Mega-Sena poderá pagar R$ 26 milhões a quem acertar as seis dezenas do concurso 1.960, que será sorteado no sábado (19). Aplicado na poupança o prêmio renderia cerca de R$ 146 mil por mês

No sorteio realizado na quarta-feira (16) ninguém acertou os seis números do concurso 1.959, realizado no Caminhão da Sorte, em Presidente Venceslau (SP). As dezenas sorteadas foram 08, 21, 27, 35, 43 e 56.

Mesmo sem aposta contemplada com o prêmio principal, na segunda faixa, com cinco acertos, 94 apostas receberam o prêmio de R$ 19.568,67 cada. Outras 4.639 apostas acertaram quatro números e levaram R$ 566,45 cada. O sorteio do concurso 1.960 da modalidade será realizado às 20h (horário de Brasília).

A aposta mínima na Mega-Sena custa R$ 3,50 e pode ser feita até as 19h (horário de Brasília) de quarta-feira em qualquer uma das mais de 13 mil casas lotéricas do país. Clientes da CAIXA com acesso ao internet banking podem fazer suas apostas na Mega-Sena pelo computador. Basta ter conta corrente no banco e ser maior de 18 anos. O serviço funciona diariamente, das 8h às 22h (horário de Brasília), exceto em dias de sorteio (quartas-feiras e sábados), quando as apostas se encerram às 19h, retornando às 21h para o concurso seguinte.

ALTO DO RODRIGUES - Aproveite as super ofertas do Supermercado Soberano

POLÍTICA - OAB pede ao STF que obrigue Maia a analisar pedido de impeachment de Temer

O presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OA B) , Claudio Lamachia, entrou no Supremo Tribunal Federal (STF) com um mandado de segurança, com pedido de liminar, para tentar obrigar o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a analisar o pedido de impeachment feito pela entidade contra o presidente Michel Temer.
No dia 25 de maio, a OAB protocolou na Câmara um pedido de impeachment contra Temer tendo como base as gravações entre ele e o empresário Joesley Batista, um dos donos da empresa JBS.
Até o momento, entretanto, “não houve qualquer sinal do Ilustre Presidente da Câmara dos Deputados em sequer analisar tal pedido”, escreveu Lamachia, seja para aceitar ou para rejeitar a denúncia apresentada pela OAB contra o presidente.
Lamachia argumenta que a demora de Maia em processar o pedido representa “ato ilegal e omissivo”, ainda que a Constituição garanta ao presidente da Câmara a prerrogativa de fazer uma análise prévia sobre a aceitação ou não de pedidos de impeachment contra o presidente da República e não estipule prazo para isso.
Ele argumenta que Maia pratica um desvio de finalidade de sua prerrogativa, com o objetivo de “blindar” Temer, pois ao não proferir um posicionamento formal, ele impede seus pares de apresentarem recursos contra sua decisão, seja ela para aceitar ou rejeitar o impeachment.
Crime de responsabilidade
O pedido de impeachment contra Temer foi aprovado em maio pelo Conselho Pleno da OAB. No documento entregue na Câmara, a entidade argumenta que o presidente cometeu crime de responsabilidade e faltou com o decoro ao receber Joesley Batista no Palácio do Jaburu, em visita não divulgada e quando o empresário já era investigado na Operação Lava Jato.
A OAB argumenta ainda que, ao se defender, o presidente não negou o conteúdo da conversa gravada por Joesley e posteriormente tornada pública. No áudio, o empresário supostamente relata tentativas de embaraçar as investigações da Lava Jato. Segundo a entidade, Temer deveria ter comunicado o teor da conversa às autoridades competentes.